terça-feira, janeiro 20, 2015

Os novos moradores


A Livraria 30porcento é uma delícia viciante. Enquanto curtia minhas férias no Nordeste (estava em Porto de Galinhas), entrei lá para ver os lançamentos e acabei vitimado pelo fetiche da mercadoria. Restou-me aquela sensação prazerosa de atordoamento, de contemplação espantada, de desejo premente de adquirir algumas maravilhas ali encontradas. Comprei. Hoje à tarde, enquanto tentava me alimentar com as ideias de Telhard de Chardin - e o livro sensacional de Leonardo Padura (O homm que amava cachorros) no meio da tarde quente - absurdamente quente -. o porteiro do prédio me interfonou avisando sobre uma caixa que chegara. Intuí o que era. Desci esfuziante. A beleza do David Copperfield é de provocar espanto. Sem falar na bela capa da Editora 34 para a edição do livro de contos Homens Interessantes, dos escritor russo Nikolai Leskov. Há ainda o desafiante Os limites do capital (Editora Boitempo), de David Harvey, uma literatura difícil, mas que provoca apetites. Somados aos outros inúmeros moradores já existentes nos cômodos de minhas estantes, mais do que tempo para ler, é necessário bastante disciplina para ficar com eles; para berber os conteúdos de cada um deles. 

Um comentário:

Gamer Br disse...

De fato, Carlinus, você ressaltou um ponto crucial que muitos ignoram: a diferença entre LER(do latim 'legere' que seria algo como escolher, colher [Mario Sergio Cortella fala disso com muita propriedade, vale a pena procurar na rede]) e PASSAR OS OLHOS. Até o mais vulgar(no sentido de 'comum', por favor) dos romances se torna grande obra e fonte de reflexões para aquele que está disposto a perguntar, a explorar.
Parabéns pelos blogs! Continue nos alimentando com provocações que apresenta neste aqui, bem como o alimento da música.
Grande abraço.

O fascismo e os “homens bons” - Por Mauro Iasi

Abaixo, uma bela reflexão do professor Mauro Iasi.  Uma bela análise de conjuntura! “Esse que em mim envelhece assomou ao espelho a...